VOLTA ESTRADA SERRA ESTRELA- 14-04-2017

DISTÂNCIA: 91 KM
ACUMULADO: 2452 D+
PERCURSO

Uma ideia desde há muito era subir a Serra e a mitica ida  a Torre, local mais alto de Portugal Continental, esta altura é excelente o dia estava ameno e a previsão metereologica não incluia chuva, o fim semana de Pascoa alargado era o ideal infelizmente houve mais laranjinhas que não puderam vir, acabamos por 6.

H.Lopes, P.Pires, JP,R.Valerio, Sara Lopes e M.Lopes

Aqui bem recebidos no parque de campismo do Pião onde "resolvemos" a questão dos banhos por apenas 1 euro cada, agradecemos desde já a hospitalidade e simpatia, situa-se cerca de 4km depois da Covilha no sentido da Torre estrada nacional nº 339.

A ideia era descermos até a Covilhã e subirmos por Manteigas até a Torre, pedimos algumas infomações e confundimo-nos um pouco, acamos por começar logo a subir, com pendentes médios na ordem dos 10% nos três primeiros quilometros sem aquecer...rapidamente se fica a ferver.
Sem duvida a parte mais complicada desta subida, vindo da Covilhã é durinha pelo menos até a zona do Limpa Neves, o ritmo era calmo.





Depois das Penhas Saude até a Torre é uma inclinação "menos dolorosa"

 O JP ia achar a subida fácil.. por agora




Ainda havia alguma neve na chegada a Torre, o tempo estava fantástico, a temepratura descia um pouco nada especial, o vento é que ficava mais forte.


Mudamos a tactica de passeio pela Serra, descendo até ao Sabugueiro, uma ligeira subida leva-nos de novo numa enorme descida aos "s"  quase 17km até Manteigas numa vista fantástica,




Depois de Manteigas são 12km sempre a subir até ao Limpa Neves, num vale bonito e numa subida com menos trafego, sguiram-se alguns quilometros a descer alucinantes até ao parque, ficou prometido próxima subida desde o Fundão até a Torre.

MARATONA CIDADE DE FÁTIMA -05-03-2017


EVENTO: Competitivo 2# Taça de Maratonas de Santarem
LOCAL: Fátima
ORGANIZAÇÃO: Fátima BTT Clube e Câmara Municipal de Ourém
DISTÂNCIAS ANUNCIADAS: Meia Maratona 37KM/650 D+; Maratona 75KM/2000 D+
PARTICIPANTES: 499
ZYBERIANOS PRESENTES: 2
METEREOLOGIA: Chuva, frio e algum vento, com temperatura média a rondar os 16 °C.

PARTIDA: Organizada e a horas, com boxes e controlo zero.

LOGISTICA: Secretariado, zona de partida, banhos e estacionamento tudo na mesma zona.

MARCAÇÕES: Excelentes.

SITUAÇÕES DE PERIGO/SEGURANÇA: Muito bem sinalizadas com placas e membros do staff por todos os cruzamentos.

DISTÂNCIA REAL/ALTIMETRIA REAL: Meia Maratona 35KM/640 D+; Maratona 68KM/1200 D+

PISO: Zona de muita pedra. Devido à chuva o piso ficou com alguma lama e bastante escorregadio, o que não facilitou o andamento.

PERCURSO: Técnico e exigente fisicamente devido à grande quantidade de pedra.


 SARA LOPES


No passado dia 5 de Março 2 Zyberianos (Sara Lopes e Marco Lopes) foram até Fátima participar na Maratona Solidária de Fátima, as condições meteorológicas não estavam as melhores, pois mesmo antes da partida já tínhamos o frio e a chuva como companheiros!
A vontade de sair do carro, pegar nas bikes e ir aquecer não era grande, mas tivemos que ser mais fortes e fazer frente às adversidades.
A partida foi feita a horas e lá fomos nós! A chuva continuava a ser teimosa mas a nossa vontade de dar o nosso melhor era grande.
A prova como já estávamos à espera foi bastante durinha, tanto física como tecnicamente, com muita pedra (escorregadia), alguma lama e subidas bem longas, mas muito bem marcado e com belas paisagens!

 MARCO LOPES


No caso do Marco fez uma prova excelente e mostrou estar à altura do desafio!
Quanto a mim o objectivo era mesmo conseguir chegar ao fim pois as dores nas costelas continuavam, o piso não ajudou, tive muitas dores mas o objectivo foi cumprido.
Fomos, divertimo-nos e agora que venha a próxima!

CLASSIFICAÇÃO GERAL
MARATONA FEDERADOS
1º Diogo Almeida- Individual- 2:53:25
2º Osvaldo Sousa- Roodinhas /Santos Silva- 2:54:25
3º João Paulos- Assoc.20kms Almeirim- 2:54:43
36º MARCO LOPES- A.C. BTT FÔJO/CONSTRUÇÕES JORGE RIBEIRO- 3:27:54
56º SARA LOPES- A.C. BTT FÔJO/CONSTRUÇÕES JORGE RIBEIRO- 5:02:08

1º João Paulos- Assoc.20kms Almeirim- 2:54:43
2º Luis Conceição- Roodinhas/Santos Silva- 2:59:46
3º Gil Gonçalves- Roodinhas/Santos Silva- 2:59:55
18º MARCO LOPES- A.C. BTT FÔJO/CONSTRUÇÕES JORGE RIBEIRO- 3:27:54
27º----------------------------------------------------------4:26:00


1ª Nadia Mendes- Fatima BTT- 3:46:44
 SARA LOPES- A.C. BTT FÔJO/CONSTRUÇÕES JORGE RIBEIRO- 5:02:08

Texto: S.Lopes
Fotos: U.Varela, organização




II CLASSICA IDANHA-A-NOVA 02-04-2017



EVENTO:  Competitivo, Passeio em ciclismo
LOCAL: Idanha-a-Nova
ORGANIZAÇÃO: A.C.I.N. e A.C.B.I
DISTÂNCIAS ANUNCIADAS: Mediofondo-84km, 1200 D+ Granfondo 145KM 2200 D+




PARTICIPANTES: 400
ZYBERIANOS PRESENTES: 3
METEREOLOGIA: Sol, ceu limpo  com temperatura média a rondar os 16°C.


PERCURSO MEDIOFONDO


P. Pires, M. Lopes e R.Valerio os 3 representantes zyberianos em estreia em eventos de roda fina


PARTIDA: Organizada, com controlo zero e espaçosa.

LOGISTICA: Secretariado, zona de partida ampla no centro de Idanha-a-Nova, banhos e estacionamento relativamente perto no pavilhão local.

MARCAÇÕES: Muito Boas, excepto um rotunda apos divisão de percursos em que a placa não era completa esclarecedora em relação a direcção a seguir.

SITUAÇÕES DE PERIGO/SEGURANÇA: Espectacular, sempre com motas e veiculo da GNR a acompanhar os "grupos" principais, elementos do staff de bandeira amarela indicavam as passagens com perigo e cortadas mais fechadas.

DISTÂNCIA REAL/ALTIMETRIA REAL: Mediofondo 84,2km 1133 D+

PERCURSO

PISO: As estradas eram boas, os 5 sectores de pavé colocavam algumas dificuldades aos participantes que sendo amadores corriam sempre o risco de problemas mecanicos, e nas subidas a Monsanto e Idanha tornavam a subida mais dura, no Granfondo ainda tinham pela frente um sector de "sterrato" em que não furar era o melhor que podiam retirar deste sector muito em voga nas grande classicas mundiais e na ultima volta a Portugal.

 Sector de "sterrato" apenas na distância Granfondo

 Inicio da subida em calçada a Monsanto
 Marco Lopes


Topo de Monsanto a maior dificuldade com muros de 20% em calçada


 R.Valério

P.Pires

Foi com muita expativa que encaramos esta estreia em "roda fina" numa classica que tinha tudo para ser espectacular com todos os "condimentos" das grandes classicas mundiais que apenas viamos na tv, desta feita iamos nós enfrentar os "muros" o pavé e desfrutar das paisagens, de acordo comum após a partida seguirmos sempre os 3, ir puxando entre nos e no caso de Monsanto reagrupar no cimo da subida, pois nesta fase os ritmos entre os 3 ainda tinham alguma diferença.

O arranque foi lento até passarmos a linha de meta já que partiamos da 4 boxe e em pavé nao era facil sair dali, assim que atingiamos a nacional com bom pisoa velocidade era muita para quem queria competir tinha de agarrar ou 1º grupo ou o 2º.


Arranquei um pouco mais forte, mas apos garantir que os amigos iam um pouco atras reduzi até irmos todos juntos, assim começamos a acelarar pois fazia-se vento de frente, avistamos o 2º grupo , mas apenas eu e o Marco puxavamos o grupo de 30 elementos, a ideia era "protegermo-nos" do vento nestes primeiros quilometros mas aquele grupo ali a 100 mts nunca o conseguimos alcançar, entrada no primeiro sector de pavé com uns 20kmm sem fazer mossa apesar da turpidação, seguiamos em ritmo calmo com um grupo de uns 20 elementos que um ou outro de vem em quando vinha a frente puxar, e la avistavamos ao fundo aquela que era a maior dificuldade do dia a Subida a Monsanto com os seus muros de 20% em calçada romana.


 Começava a inclinar...

 a "avozinha" já nao dava, ja so em pé






 Já dentro das muralhas de Monsanto
 Beleza e dureza maximas no Ciclismo

 Estavamos perto do topo do muro


Chegada ao topo de Monsanto, seguia-se uma rapida descida e zonas rolantes rapidas pequens inclinações que iam sendo ultrapssadas sem grande dificuldade, quanto a nos os 3 reagrupamos no topo da subida, e seguimos apenas nos na descida apanhando mais uns 3 ciclistas uns quilometros adiante, abastecimento aos 37km, quem queria agua teria de parar ( a rever) nos optamos por não parar já que iamos com reforço liquido e solido suficiente para os 84km, a partir daqui e logo a divisão se seguia, seguimos os 3 por mais de 25km,puxando entre nós apreciando as paisagens e em amena cavaqueira.


 Belas paisagens foram sempre uma constante

Havia prémio para  a Classica que venceu este senhor na foto que vemos um belissimo tempo de 3h50 nesta verdadeira classica, "chapeau" para ele.

Cerca dos 55km apanhamos 2 colegas do pedal e por acaso um conterraneo que tinha vivido 20 anos em Abrantes, que agradeceram a boleia e seguiram no nosso "comboio" até a subida final em Idanh-a-nova, no Ladoeiro passagem pelo penultimo sector de pavé sem grande dificuldade apenas com receio as nossas "meninas", sem problemas mecanicos seguiamos nos ultimos quilometros já com vento mais forte de frente, as forças iam se desgastando eu sentia-me bem apesar de algum desgaste ia puxando até a subida final com pendnete médio de 7% nos 2,4km até a meta, o Marco disparou por ai acima, so o segui com os "olhos" pus o meu ritmo, mas já ia na reserva, os ultimos 500 mts finais custou-me bastante aquela parede em pavé, cada um no seu ritmo, chegamos todos ao fim unanimes em relação a experiencia, a repetir neste e em outros eventos, belo dia de pedaladas.

 Ultima subida antes da meta


Em relação aos balnearios, tinham boas condições, quanto ao almoço ficou um pouco desapontado,com o já batido porco no espeto com arroz de feijão em relação ao preço que pagamos esperava um almoço melhor e com café e sobremesa ou fruta com melhor aspeto, veio a memoria o almoço no BTT dos Trilhos da Raia que fiz em 2012 e 2013, entendo que o preço com o policiamento deve ser elevado, mas poderia ser um pouco melhor as refeições aos atletas a rever na minha opinião, parabens a organização pela excelente organização.


1º Gil Santos- G.D.R. Canaviais- 2:23:47
2º Hugo Alves- Individual- 2:23:52
3º Flávio Santos- Casa Benfica Castelo Branco-2:24:39
81º MARCO LOPES- A.C. BTT FÔJO -2:59:14
84º RENATO VALÉRIO- A.C. BTT FÔJO- 3:00:15
86º PEDRO PIRES- A.C. BTT FÔJO- 3:01:23
162º-------------------------------------4:59:00

1º Gil Santos- G.D.R. Canaviais- 2:23:47
2º Flávio Santos- Casa Benfica Castelo Branco-2:24:39
3º Tiago Anselmo- BTT Retiro das Adegas- 2:25:45
34º MARCO LOPES- A.C. BTT FÔJO -2:59:14
36º RENATO VALÉRIO- A.C. BTT FÔJO- 3:00:15
37º  PEDRO PIRES- A.C. BTT FÔJO- 3:01:23
71º------------------------------------------4:59:00

Texto:R.Valério
Fotos: Organização